A Vogue da Princesa

A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sorrindo, texto

Você já ouviu falar em September Issue? A edição do mês de setembro é a mais importante do ano para todas as revistas Vogue ao redor do mundo. Essa edição tem um super impacto, pois é uma espécie de “Norte” a seguir não só na temporada, mas durante um ano inteiro, até chegar a edição de Setembro do ano seguinte. Pois a tradicional Vogue Britânica, que possui 103 anos, esse ano causou DE VERDADE: pela primeira vez na história convidou uma pessoa de fora da redação para ser editora da revista. E essa pessoa foi sabem quem? A Princesa Meghan Markle! A Duquesa de Sussex escolheu pessoalmente 15 mulheres que ela acredita terem força para mudar o mundo. Na capa da revista impressa, a Princesa escolheu colocar um papel refletivo como se fosse um espelho – para a mulher que comprar a revista se sentir parte dessa força de mudança. Inspiração Pura: a Vogue e a Princesa (Não consigo chamar de Duquesa) que não ficou trancadinha no castelo e está contribuindo para um mundo melhor…❤️ Vamos trocar figurinhas sobre isso? O que vocês acharam dessa atitude da Vogue UK? Eu particularmente fico muito feliz em ver que o mundo da moda – do qual eu faço parte – está engajado e comprometido a mudar a realidade que a gente vive. Na seleção de Meghan está uma fashionista com nanismo, uma ativista ambiental de 16 anos, uma modelo refugiada, uma instagrammer que luta contra a ditadura da magreza e outras mulheres igualmente poderosas. Lutar por uma causa é literalmente UMA ATITUDE NOBRE.

MEUS LIVROS DE EMPREENDEDORISMO FAVORITOS

Amo ler desde sempre. Na verdade, minha ânsia para ler era tanta que nas férias de verão de 1988 meus pais compraram a cartilha que eu usaria para me alfabetizar em 89 e eu mesma fiz o serviço nas férias! 😂 De lá pra cá, fui colecionando livros de todos os gêneros. Cada época da minha vida, uma “fase” diferente na leitura. No momento estou na vibe Livros de Empreendedorismo. Já li vários, mas foram esses quatro que me chamaram a atenção, e eu vou explicar por que:

1. REBELDES TEM ASAS, de Rony Meisler

Em um livrão grosso de quase 450 páginas, o criador da marca de moda masculina Reserva explica de uma maneira super inspiradora e detalhada como “chegou lá”. Depoimentos, imagens, histórias e até passagens interativas (com um QR code você pode assistir vídeos exclusivos com depoimentos de pessoas que fizeram a história da marca. Desse livro eu tirei muitas ideias e insights, na verdade ele é quase um “Manual do Empreendedor”!

2. O PODER DO ENCANTAMENTO, de José Galló

O CEO mais pop – e um dos mais admirados do Brasil – conta nesse livro como transformou a Renner de uma empresa familiar com 8 lojas em uma companhia de capital aberto que vale bilhões de reais. O executivo passou por muitas dificuldades, tanto na Renner quanto em outras empresas que ele trabalhou antes (quem aí lembra da Imcosul e da JHSantos? 🙈 #entregandoaidade) , tudo documentado nessa biografia super fácil de ler. Sabe aquele livro que você quer ir até o final e ao mesmo tempo não quer que acabe? Então… 😄 Perfeito para ler se você estiver passando por algum obstáculo, garanto que esse livro vai te dar um gás!

3. PONTO DE INFLEXÃO, de Flávio Augusto da Silva

Autoridade quando se fala em empreendedorismo, Flávio Augusto é admirado pelos brasileiros. Nesse livro que ele mesmo narra a sua história, vemos que durante a carreira Flávio passou por diversos Pontos de Inflexão: momentos que ele precisava tomar decisões importantes que mudariam a sua vida para sempre. O que fazer diante de cada um que vai construindo a história desse apaixonado pelo mundo dos negócios. Também é um livro que traz várias ideias para se aplicar no dia a dia de uma empresa.

4. GERAÇÃO DE VALOR, Flávio Augusto da Silva

Um livro facílimo de ler, cheio de ilustrações bacanas e frases de impacto. Daqueles de ter sempre por perto para ler, reler e usar nas reuniões da sua empresa. Bom para aprender a pensar fora da caixa.

Fora esses livros tem outros que eu amei, como o Aprendizados da Gisele Bundchen e Do Zero ao Milhão, do Carlos Wizard e outros tantos mais. Vamos trocar figurinhas por aqui? Quais os livros de empreendedorismo que tu já leu e recomenda? QUERO MUITO SABER!

O BATOM DA MARTA

Se teve um esporte que deu o que falar em 2019 foi o futebol feminino. Com a Copa do Mundo realizada na França, o planeta inteiro acompanhou e torceu, e no Brasil não foi diferente. Mas aqui, além dos dribles e gols, outra coisa chamou a atenção:  o batom da Marta, nossa principal atleta. O batom escuro nmaravilhoso que ela usaou não saiu POR NADA, e aguentou firme os dois tempos do jogo, com ela correndo, suando e passando a mão na boca. O tal batom chamou mesmo a atenção e, vejam só, foi um #publi!

Ele se chama Power Stay e é da marca Avon e começa a ser vendido dia 12 de julho. As cores que a Marta usou (ela mesmo escolheu) são a Roxeando e a Vermelhando.

A jogadora, que aparentemente sabe bem a quais marcas se associar, mostrou que, se uma mulher quiser, ela pode sim jogar bola ou praticar qualquer outro esporte usando maquiagem – mas se ela preferir disputar uma partida de cara limpa, tudo bem também. Achei demais a iniciativa da Avon de se unir a uma mulher forte como a Marta, e já estou morrendo de vontade de comprar esse batom.

Incrível como existem marcas que conseguem “tocar” o coração da gente, não é? Comigo e a Josefinas foi assim: cruzei com uma postagem da marca no Facebook e fiquei encantada. A grife portuguesa produz artesanalmente sapatos super estilosos – todos sem salto. E existe uma razão para isso. A Josefinas acredita que nós, mulheres, podemos conquistar o mundo sem precisar subir nos desconfortáveis saltos. E cria sapatilhas, tênis e botas inacreditavelmente lindos e caprichados. O slogan? PROUD TO BE A WOMAN – Orgulho em ser mulher. Podemos ser ao mesmo tempo FEMININAS e PODEROSAS! Quem usa? Camila Coelho, Jessica Biel, Chiara Ferragni e, oh! MEGHAN MARKLE sou pirada nas princesas da vida real!!!

Em 2017 abriu uma flagship da marca na Elizabeth Street, rua descolada de Nova York (mesma rua do Pietro Nolita, aquele restaurante todo cor-de-rosa que virou ponto turístico para as blogueiras kkkkkkk). De viagem programada para “A Cidade”, coloquei uma visita à Josefinas no roteiro.

josefinas

Apesar de pequenina, a loja chamava a atenção na rua. A começar pela fachada, totalmente coberta de flores, super feminina. Dentro parecia uma galeria de arte toda em tons de rosa clarinho e dourado. O projeto arquitetônico foi pensado para isso, inclusive. CONFIRA FOTOS AQUI.  As “esculturas”? Os sapatos, oras!

A imagem pode conter: sapatos

A visita me deixou super feliz e inspirada – tanto que um ano depois reformei a minha loja tendo a Flagship da Josefinas como inspiração. Fiquei sabendo que a loja durou exatamente um ano. Depois foi fechada e a marca seguiu vendendo exclusivamente online. Foi uma experiência maravilhosa ver tudo de pertinho. Infelizmente não pude comprar nada (o tênis saía pela “bagatela” de U$500!), mas saí de lá com a cabeça fervilhando de ideias. E você, me conta aqui se tem alguma marca – seja do que for – que te deixa inspirada…quero saber!

Vende-se Tudo – texto de Martha Medeiros

Li esses dias e resolvi postar aqui. Espero que gostem!! 🙂

No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos. O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento. Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:

– Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
 
– Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.
Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes. O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.
 
Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi. Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava pra subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.
 
Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu. No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros.
 
Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.
Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.
 
Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar. Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que torna-se cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida.
Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile.
 
Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.
 
Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde.
 
Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza:
 
“só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir“, é melhor refletir e começar a trabalhar o DESAPEGO JÁ!

Não são as coisas que possuímos ou compramos que representam riqueza,plenitude e felicidade.
São os momentos especiais que não tem preço, as pessoas que estão próximas da gente e que nos amam, a saúde, os amigos que escolhemos, a nossa paz de espírito.

Donna Fashion Kids Iguatemi – OS DESFILES!

Campanha de outono/inverno da Tanara: como é o backstage e uma descoberta de beauté!

Terça feira fui conferir os bastidores da campanha de outono/inverno da marca de calçados Tanara. A inspiração foi a aproximação cada vez maior das pessoas virtualmente _blogs e redes sociais fazem parte disso0_  chamado pela marca de Emoções Digitais.

 

Foi muito legal ver como funciona os bastidores, a maquiagem, o styling, os profissionais envolvidos, cuidando de cada detalhe para que tudo ficasse perfeito.

Na parede do estúdio tinha um quadro de inspirações que dava todo o mood que as fotos teriam que ter.

Esse par de wedges foi o meu preferido! Já mora no meu coração!!!!

Os sapatos que foram para a campanha estavam lindos, de babar!!!

E em meio a tantos produtos de make usados pela maquiadora Aline Matias duas coisas me chamaram a atenção: lencinhos umedecidos de bebê e cotonetes. Duas coisas que não faltam na casa de quem tem babies!!!

Efeitos suuuuuperprofissionais!!!! #Abapha

Os lencinhos são usados para dar uma limpada no rosto antes do make, e os cotonetes molhados servem para tirar o excesso de base das sobrancelhas e até para esfumar o olho! Depois dessa vou ter outros olhos na cômoda da minha guriazinha…rsrsrsrs

Adorei a experiência de ter acompanhado a sessão de fotos, e tenho certeza de que tudo ficará lindo!

 

Querem ver mais detalhes do photoshoot em blogs especialistas em moda? Clique AQUI para ver o post de Vitória Portes e AQUI para ler o de Gabi, do My Fashion Wishes. E também tem o Facebook oficial da Tanara!!

Pequeno Guia Cegonhas: Sobrevivendo na reforma!

Oi gente!!!!!

Pra variar dei uma sumidona no blog, né? Mas deixa eu me explicar: agora que o Gui está quase nascendo, resolvi dar uma mudada no meu apartamento. Na verdade eu queria me mudar para uma CASA, mas como por enquanto não vai rolar, bora deixar o apê mais lindinho e confortável para receber meu príncipe. Se é para ficar com DUAS crianças em um apartamento, que ele então seja bacana, oras!

Daí passei a semana envolvida com mão-de-obra (tá mais difícil de encontrar pedreiro do que esmalte Chanel Dragon), escolhendo piso, cortinas, procurando alguém para desmontar uns móveis…aí acabei sumindo do Cegonhas.

Mas agora resolvi abrir minha casa pra vocês (tá toda quebrada e empoeirada, já aviso!!!), porque vai que alguém aqui também está em obras, ou tá insegura de começar porque tem criança, tá gravida de 8 meses, tá morando no apê, ou tudo isso junto, TIPO EU? Então vem comeeeeego e acompanhe a minha obra em real time!

PEQUENO GUIA CEGONHAS DE SOBREVIVÊNCIA
OBRAS EM CASA

1. EXPORTAR AS CRIANÇAS: Decidi começar a obra em um feriadão (tudo previamente acertado e concordado com o pedreiro, claro) e tirei a Alice de casa. Claro que nem sempre dá pra fazer isso, mas está sendo ÓTIMO!!!! Ela não escutou um barulhinho e e nem ficou exposta a nenhum tipo de poeira ou sujeira. Recomendo. Avós, dindos, tias…garanto que vão AMAR receber a hóspede!!!

2. TAPAR O QUE NÃO FOR RETIRADO COM MUITOS PLÁSTICOS: muitos, muitos, muitos! Tapar ar condicionado, lustres, guarda-roupas, T-U-D-O!!!!! Senão dá perda total, acredite em mim….

3. ACHAR UM DEPÓSITO: no meu caso eu tenho sorte que a minha mãe mora no mesmo prédio que eu. Então levei pra lá cobertores e outros artigos têxteis, o enxoval inteiro do Gui, roupas delicadas e colchões. Se não der para tirar essas coisas de casa, enrole tudo com plástico também!

4. MANTER A CALMA: obra é chato, complicadão, tira um pouquinho do conforto da gente, mas depois o resultado compensa! Quem não ama renovar?

O que fazer com as coisas do bebê???

Berço, cadeirão, andador, carrinho: taí quarto itens indispensáveis na vida dos bebês. Durante os primeiros dois anos de vida da criança, são usados todos os dias. Não dá pra imaginar a vida sem eles. Fora que foram escolhidos com todo o cuidado, imaginando os bons momentos que seriam passados em família. Mas…e depois? Como eu sabia que queria outro filho logo em seguida, guardei tudo em um cantinho lá em casa (apertaaaado!!!). E agora que conquistei meu casalzinho e a “Fábrica de Bebês” será desativada, estou pensando no que fazer com esses trambolhos depois. Um dos carrinhos (cor-de-rosa!) que saiu pra rua umas três vezes no máximo e o jogo de berço imenso da Alice que está em um fardo de tecido já vão pra negócio!

Uma boa pedida é a venda  Brasil em sites de anúncios gratuitos. Tirar fotos de vários ângulos do carrinho/bouncer/andador/berço/ufa!, colocar as características, contar em que estado está – não vale mentir, né? Dizer que está novinho em folha quando na verdade está furado ou manchadinho não vale! – fixar um preço e esperar alguém arrematar. Sou uma que estou procurando um carrinho específico para o Gui e dando uma olhada nesse tipo de site.

Outra opção são os brechós, que compram ou trocam por outras coisas os itens que você leva. Mas como geralmente nos brechós tem somente outros artigos de bebê, não adianta trocar. E a venda sai com o precinho um pouco abaixo do que devia, já que o brechó ainda vai repassar o produto que você levou para os clientes dele.

Só não dá pra deixar as coisas do bebê atiradas em casa quando ele  já estiver crescidinho. Além de ocuparem um baita espaço (quem aí mora em um apartamento pequenino levanta a mão! EU!), é uma graninha que deixa de entrar. Afinal, haja verba para tanta Barbie e carrinhos de contole remoto!

Imagem: Free Vector File

Donna Fashion Kids Iguatemi – O LOUNGE!!

Uma das partes mais gostosas do Donna Fashion é o Lounge. É nele que os convidados se encontram e batem um papo, que os fotógrafos saem a caça de looks para alimentar blogs e site de estilo e também onde os patrocinadores do evento apresentam suas novidades. Nessa temporada, Fiat, Avon, Schutz e Bibi foram os parceiros da vez. E lá fomos nós dar uma volta e conferir tudinho. Vejam só:

No último dia, os petiscos de Marcelo Jacobi foram substituídos por pipoca!

No último dia, o lounge da Schutz se transformou em Bibi! As duas são marcas de calçados queridinhas das mamães fashionistas, não? No espaço da Bibi, as crianças customizavam caixas de sapato que viravam bonecos. Quando a obra de arte terminava, as meninas da Bibi entregavam uma sacola para guardar o boneco, um par de cadarços ultrafashion e um catálogo da coleção de inverno.

Do outro lado, o Lounge da Fiat. Além das mamães conhecerem os carros com pegada fashion da marca (oi, Freemont!), os pequenos ganhavam livrinhos autografados pela querida Leia Cassol. A Alice AMOU o dela e já lemos umas 20 vezes! O mascote Gino Passione também estava sendo distribuído. Fooooofo!!!!!

E não podemos esquecer a Avon!!!! Era só passar na frente do lounge para ser “sugada” por aquele monte de esmaltes e maquiagens! Alicinha não resistiu e pediu para retocar o batom rosa!!!!

Espero que tenham gostado de passear pelo Donna Fashon Iguatemi conosco, meninas!

Fotos: Cegonhas e Franco Rodrigues

Noite de Mini Celebs da Tyrol!!

Lembram que eu convidei vocês para o evento da Tyrol, que teria desfiles, brincadeiras e tudo mais? Então, eu e Alice fomos lá conferir e estava simplesmente o máximo!!!!

Eu e Alice chegando nos bastidores

Conforme o prometido, as crianças que chegavam com look complero da Tyrol (ou compravam na mini-store montada na Merci especialmente para o evento) já iam para o backstage se preparar para o desfile. Cabelo, maquiagem, tudo era feito lá por beauty artists de verdade!!! E como um bom camarim, não podia faltar quitutes para as mini-celebridades: bolo de cenoura com calda de chocolate, pães de queijo e batatinhas sorriso faziam a alegria da fila do make. Para as mamães tinham petiscos “de adulto” e espumante!

Hora do make!!!!

Alice se produzindo!!!

Depois de todos devidamente maquiados e penteados, hora do show! Uma banda de blues tocou ao vivo músicas super empolgantes que tinham tudo a ver com a coleção, inspirada na cultura dos Estados Unidos!!!

Na passarela! Fofa demais!!!!!

As crianças estavam LINDAS, e os pais, radiantes! Todo mundo fotografando, filmando, e um astral maravilhoso!! Quando acabou o desfile, as crianças que até então estavam quietinhas e comportadinhas para não sujar a roupa ou despentear, foram a loucura! Atacaram a mesa de doces cheia de delícias e brincaram, brincaram e brincaaaaaaram até cansar nos brinquedos da Merci. Eu, particularmente, adoro os brinquedos da Merci! Lá  a Alice sempre fica super a vontade, nunca teve medo e os monitores são muito atenciosos com as criancas.

Não consegui tirar muitas fotos porque nao estava com a minha câmera grande e logo acabou a bateria da que eu estava usando. Mas assim que o pessoal da Tyrol me mandar as fotos, vou mostrar todas aqui!!!

Minhas compras na JC Penney!!!

Fiz umas comprinhas para os meus filhos na JC Penney dia 06 de março. Ontem (dia 27) no início da tarde recebi um papel dos Correios avisando que a minha encomenda havia chegado. Fui correndo buscar e na euforia não vi que tinha um bilhetinho ultra-discreto anexado ao aviso de chegada. Era um bilhetinho avisando que EU HAVIA SIDO TAXADA!

Pelo tamanho da caixa dá pra saber porque ela chamou a atenção na Alfândega. Comprei macacões e paninhos da Carter’s para o Gui e um vestido da rapunzel para a Alice. Ela está na maior fase Rapunzel e como amanhã vem o pintor para trocar a cor da sala eu deixei ela pintar a parede, assim como a princesa faz no filme.

Comprei R$117,00 e a taxa me custou mais R$108 (R$70 de imposto de importaçã0 – que é 60% do valor dos bens, mais R$38 de ICMS). Fiquei bem chateada, porque nunca tinha sentido esse “gostinho amargo” do imposto de importação. Os itens que eu comprei vieram bem embalados e do tamanho/qualidade que eu esperava.

Mas que a brincadeira saiu cara….ah, isso saiu!!

Lá não compro mais.

Meus Spots de Buenos Aires!

Como já contei pra vocês, passei uns diazinhos descansando em Buenos Aires antes da chegada do bebê. Como sei que muitas mamães vão para lá – especialmente agora, no feriadão da Páscoa, resolvi compartilhar umas coisas legais que vi por lá:

THEODOSIA: essa loja na verdade é um quiosque que fica no segundo andar do shopping Paseo Alcorta (ao lado do museu MALBA). Vende bolsas de couro lindas e fashionistas, que na verdade são bolsas de carregar mamadeira, fralda, chupeta…Tem de várias cores e tamanhos, para todos os estilos de mãe. Não comprei porque estava meio sem tempo de escolher bem, e elas não são baratas – custam cerca de $1500 pesos argentinos, o que equivale mais ou menos a uns R$580,00. E as que eu achei bonitonas combinavam mais com menina. Para quem não vai pra Buenos aires e quiser comprar, eles enviam para o Brasil!!!!

COMO QUIERES QUE TE QUIERA: essa loja teen é uma fofura! A decoração, as roupas, os acessórios… Entrei para acompanhar a minha prima que estava comprando uma galocha estampada (floral, linda!!) e acabei me apaixonando pelos pijamas da loja. São feitos de um algodão bem macio e com um pouquinho de elastano, para dar aqueeeeeeele conforto, sabem? Comprei dois para colocar na mala da maternidade. A loja tem filiais pelos principais shoppings da cidade e também no bairro de Palermo.

Casaquinho LINDO da loja La Folie

LA FOLIE: não é de hoje que eu AMOOOO essa loja mega charmosa que fica no coração de Palermo. É uma boutique que vende roupinhas charmosíssimas para meninas e meninos. Os vestidinhos de tecidos nobres e carinha vintage são imbatíveis! E os cardigans trabalhados à mão, com jeito de “feitos pela Vovó” não tem como resitir. Fica na Av. Malabia, 1670. Sempre que vou a Palermo peço para o taxista me deixar na esquina das ruas Córdoba e Armênia. Daí caminho toda a Armênia até a praça, depois volto pela Malabia e termino o passeio na Scalabrini Ortiz – que tem a LOJA DA BARBIE!!!!

FARMACITY: Com filiais em cada esquina de Buenos Aires espalhadas pela cidade inteira, essa rede de farmácias tem uma seção infantil bem completa, com marcas como Avent e Chicco. Lá também tem umdificadores de ar próprios para bebês e a LINHA COMPLETA DE CREMES ANTI-ESTRIAS DA MUSTELA COM UM PRECINHO PRA LÁ DE AMIGO!!!!! #FizEstoque

E vocês, meninas? Tem algumas diquinhas de BsAs para compartilhar?